Pages

sábado, 30 de junho de 2012

DILEMA SEM SOLUÇÃO?

 http://3.bp.blogspot.com/_QduVWN_zi60/ScFEh8NsyGI/AAAAAAAAAwQ/WDEbcIgE3KQ/s400/5910985.jpg

Um dilema moderno do futebol, se é que se pode falar em dilema, é a presença ou participação da torcida nos estádios de futebol. Numa época mais remota do futebol, tinhamos sempre ótimos públicos em estádios, jogos que invariavelmente eram de grande expectativa, chegavam a ter 120 mil pessoas nas arquibancadas do Brasil a fora, em especial em estádios como Maracanã, Morumbi e Minerão.

Que fatores levaram a essa escassez de pessoas em estádios? Muitos identificam como a televisão a grande vilã desse fato, acho que existem fatores, que além da televisão, influenciam para a fuga de torcedores dos campos. Vou tentar enumerar alguns que acho relevante.

O primeiro deles, na minha opinião, a estrutura oferecida pelos clubes em estádios são quase sempre muito ruins, banheiros muito ruins, falta de lugares para alimentação, enfim, desconforto em todos os sentidos. O segundo seria a falta de segurança fora dos estádios, já que a violência, felizmente, não tem sido vista mais dentro de estádios, mas em suas imediações é muito comum em dias de granes clássicos regionais, torcedores organizados se digladiarem por simples prazer, afugentando famílias e mais famílias dos estádios. Em muitos casos o poder público, simplesmente não consegue sanar esse grande problema social, muito por culpa dos próprios torcedores organizados e pela contribuição também da relação promiscua que existe entre essas torcidas e as diretorias de grandes clubes, que se apoiam nesses caras para conseguir apoio em eleições e etc.

 E a terceira, ai sim envolvendo a televisão, podemos colocar os horários das partidas, que na minha opinião, muitas vezes equivocados para determinados dias da semana. Quarta feira as dez horas da noite, não é um horário muito convidativo a assistir uma partida de futebol, principalmente para quem tem atividades regulares, como trabalho e estudo, pois em geral essas partidas sempre acabam perto da meia noite, e em algumas cidades, esse horário já não é um horário muito propício a ficar na rua, um pela violência diário das grandes cidades e outro é a péssima qualidade do transporte público do Brasil. Esse horários são sempre colocados para atender a grade de programação da detentora dos direitos de transmissão das partidas. Mas jogadores e diretorias nunca se manifestaram e nunca se manisfestarão, e assim parece que esse cenário vai ficar por muito tempo.


A copa do mundo que será realizada no Brasil, poderia ser o sopro de mudança nessa questão estrutural dos estádios, principalmente gramados, instalações oferecidas ao público. No caso mais especifico do Maracanã, no qual tenho muitas saudades dos domingos a tarde em que ia assistir meu time na falecida geral, com um estádio abarrotado de pessoas, com uma atmosfera de um estádio de futebol de verdade, acho pouco provável que tenhamos tardes como aquelas ou público tão animado como aquele, pois acredito que um estádio que custa um bilhão de reais, não será feito para o grande público e sim para um processo que passa claramente a nossas vistas, o processo de elitização do futebol. 
 
O podemos acreditar que a copa do mundo é de fato uma evento para o povo? Acho que muito pouco provável. Me responda: Existe coisa mais linda para o futebol do que um clássico com estádio lotado?

http://www.omanicomio.com.br/wp-content/uploads/2012/05/pacaembu_lotado.jpg

2 comentários:

  1. Caro Emmanuel, você trouxe à tona um dos assuntos mais importantes, na minha opinião, da dinâmica futebolística.

    O premente processo de elitização do esporte ao qual você se refere tem um potencial estrondoso para dizimar a alegria dos estádios que surgem para a Copa.

    Escrevi sobre o tema, sob uma outra ótica, e quero disponibilizar o link neste espaço, com sua autorização.

    http://borogodofutebolclube.blogspot.com.br/2012/07/o-papel-do-torcedor-pastel.html

    Grande abraço,

    João Sassi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem isso João, fique a vontade, quanto mais gente falando do tema, melhor. abs

      Excluir