Pages

domingo, 25 de agosto de 2013

MR. PREMIER LEAGUE

Quando no verão de 1987, um jovem galês chegava as divisões de base do poderoso Manchester United, rejeitado pelo rival de cidade o Manchester City, poderia ser uma história comum de tantos outros que se aventuraram nessa jornada. Mas esse galês não era qualquer um, nascido na fria Cardiff, o jovem jogador de 14 anos mal sabia que estaria inciando uma das histórias mais fantásticas da história do glorioso Manchester United.

Ryan Giggs, ainda muito jovem firmou seu primeiro contrato profissional aos 17 anos e estreou na equipe principal um ano depois, no dia 2 de março de 1991, diante do Everton, que na época era um dos melhores times da Inglaterra, tinha sido recentemente campeão. O menino galês estreou no palco em que se consagrou anos mais tarde, entrando durante a partida em Old Trafford, mas não foi com o pé direito, aquele jogo seria vencido pelo Everton por 2 x 0. Seu primeiro gol pelo clube foi diante do grande rival de cidade, e clube que anos antes o havia dispensado. Pode-se dizer que os anos mais vencedores da história do clube sempre tiveram três personagens fundamentais, o comandante Ferguson, o talentoso meia/volante Scholes e o grande ponta Giggs. Ele foi peça fundamental num grupo jovem que começaria a aterrorizar a Inglaterra no início da Premier League e na UCL.

A tríplice coroa do fim dos anos 90 foi o ápice da carreira desse gênio. Giggs tornou-se o jogador do elenco atuando pelo clube a mais tempo logo após a saída de Denis Irwin, em 2002, ficando marcado de vez na história dos red devils. Os títulos continuaram nos anos seguintes ao da "tríplice coroa". O United foi campeão da Premier League em três das quatro temporadas seguintes (1999-00, 2000-01 e 2001-02), além de ter chegado as quartas de final da UCL três vezes seguidas (1999-00, 2000-01 e 2002-03). Durante a temporada 2004/05, alcançou a marca de 600 jogos pelo Manchester United, numa vitória sobre o grande rival, o Liverpool, fato que fez dele o terceiro jogador a chegar a esta marca em toda a história do clube, ao lado de Bobby Charlton e Bill Foulkes. No ano seguinte, foi selecionado para o Hall da Fama do Futebol Inglês, panteon dos grandes jogadores ingleses de todos os tempos. Giggs estabeleceu um novo recorde de mais títulos conquistados por um único jogador em toda a história da liga, batendo o recorde anterior de oito, que estava empatado com o escocês Alan Hansen e o inglês Phil Neal (todos jogadores do Liverpool).

Marcou o seu centésimo gol pela liga numa partida contra o Derby County, em 2007, quando o United venceu o jogo por 4 x 1. No fim da mesma temporada, ele igualou o recorde do lendário Bobby Charlton que era até então o jogador que mais tinha usado o manto vermelho, com 758 partidas oficiais. Dez dias depois, ele quebrou este mesmo recorde de Sir Bobby, em plena final da Liga dos Campeões da UEFA de 2007/08 contra o Chelsea, após entrar no lugar de Paul Scholes aos 87 minutos de jogo e levantar o troféu daquela final, conquistando o segundo titulo europeu dele e o terceiro do clube. O jogo de número 900 da carreira, aconteceu em 2010, contra oTottenham Hotspur. Ainda neste ano, foi premiado com o BBC Sports Personality of the Year, que premia os principais esportistas do Reino Unido. Dias depois, em 31 de dezembro, foi eleito o jogador da década do Manchester United.

Em todos os 13 títulos do United na Premier League, sempre tiveram o Galês como jogador, ou seja, ele é o jogador que mais venceu a primeira divisão do futebol inglês, que fez mais gols e em todas as edições da "nova" Premier League e jogador com mais assistências da história da Premier League. Como todo bom galês, sempre que ouve o hino inglês, God Save The Queen, se recolhe ao silêncio.

Em 2006, Giggs tornou-se  embaixador da UNICEF do Reino Unido, em reconhecimento ao seu trabalho com o Manchester United em parceria com a organização das crianças vítimas de minas terrestres. Giggs visitou projetos da UNICEF na Tailândia e disse a BBC uma vez : "Como jogador de futebol eu não posso imaginar a vida sem o uso de uma das pernas ... Infelizmente isso é acontece com milhares de crianças todos os anos, quando acidentalmente pisam em uma mina terrestre ".

Números do gênio galês:

920 jogos por todas as competições
165 gols

646 jogos pela Premier League
112 gols

147 jogos por competições europeias (UCL e UEL)
29 gols

Um comentário:

  1. Hi, nice post. Would you please consider adding a link to my website on your page. Please email me back and I would be happy to give you our link.

    Thanks!

    Frank
    frank641w at gmail.com

    sports news

    ResponderExcluir